quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sobre pinto pequeno, Zezé de Camargo/Luciano e cultura cega

                                                       Quatro... Quatro centimetros...

Há algum tempo atrás o Sr famoso, galã, Henrique Iglesias, declarou que seu órgão reprodutor (também conhecido como pinto, pintinho, bilau, Zé, Bráulio, rola, menino, cassete ou vulgarmente chamado caralho) era pitititinho (Ahahahahaha!!!) Sim, o bonitão declarou há algum tempo atrás que seu pênis é pequeno. Ora, é muita falta de marketing, né não? Ele poderia ter ficado calado, sei lá... Desnessesário.Será que é genético? Rs... E vamos combinar, o cara é lindo, maravilhoso...


Olha essa coisa de tamanho é muito masculina... Homem se liga muito nisso. Nós mulheres não somos tão ligadas assim em tamanho, lógico que um que não faça nem bilu, bilu, não rola. Mas um grande que só sabe machucar e passa longe de satisfação e prazer, também não agrada a mulherada.

Então, você que ta ai, preocupado com o tamanho do seu “bilau”, relaxa... Se for pequeno “trabalhe bem” com outras “armas” e proporcione prazer de dez mil formas diferentes. Se for grande, não se gabe muito, isso não quer dizer nada. Tome cuidado para não machucar e não deixe de fazer outras coisas só por que seu pinto e um galo de briga. E se vocês querem saber a verdade, sim, nós mulheres comentamos uma com as outras sobre pintinhos, franguinhos e galos, geralmente sem mencionar nomes (geralmente...)

                                                         É um galo ENORMEEEEEEE!!!

Falando em coisas pequenas, marketing e fofoca lembrei da briga de Zezé de Camargo e Luciano anunciada no jornal nacional na voz de Fátima Bernardes... Eu ri... O povo morrendo nos hospitais públicos por falta de atendimento, assaltos, mortes violentas por falta de segurança pública, a educação em estado de calamidade, nosso país indo cada vez mais para o buraco da diferença social gritante e o povo preocupado se Zezé de Camargo e Luciano vão se separar...  Na boa: VAI TOMAR NO CU!!!  Uma semana depois os dois aparecem com cara de ontem, em rede Nacional, dando explicações da briga... Gente será que se banalizaram de vez todos os problemas sociais em que vivemos?

                               Ninguém concluiu melhor do que ele.E olha, não sou nenhuma fã...

Longe de ser pragmática, puritana e politicamente correta. Esses adjetivos passavam longe da minha pessoa, tanto que gosto de falar as verdades dessa forma aqui, que todos vocês conhecem, ou estão conhecendo. Irrita-me profundamente essa questão, que não só a política faz, mas a mídia também, de introduzir na população essa cultura cega, mesquinha, que veda os olhos e manipula opiniões como se fossem lixo descartável, deixando as pessoas sem nenhum caráter critico das coisas que acontecem em nosso país e mesmo no mundo.


Vou parar por aqui... Senão vou escrever sem parar!!! Ainda ia falar da manifestação a respeito dos Royalties do petróleo, mas deixo para o próximo texto...

10 comentários:

Jaime Guimarães disse...

Oi, Fabi!

Ah, o tamanho do "documento" não é indicativo de nada - a não ser que o sujeito seja Desembargador ou juiz, aí o documento e o "cê sabe com quem tá falando?" indicam muita coisa. Mas claro, você tá falando "daquele" documento rs

Como dizia o filósofo Zé do Boteco, "enquanto tiver língua e dedo, mulher nenhuma mete medo" - e olha que ele vem dizendo isso desde quando o Viagra nem era vendido em qualquer feira livre por uns dez conto.

Ah, e os filhos de Francisco deram uma aula de markretino. Armaram uma boa e (quase) todo mundo caiu! Três ou quatro dias depois lá estava a dupla, em tudo quanto era programa de TV dando entrevista, divulgando datas de shows, DVD, CD e o que mais pudesse vender. Se aparecesse o Zé Pilintra querendo comprar a alma dos filhos de seu Francisco, eles vendiam na hora a depender do preço.

Futilidade rende, é isso.

Bjs!

Victor Von Serran disse...

Ahh o tamanho do documento...a mulhereada diz que não fala sobre isso, mas fala sim, como se ter prazer dependesse do que vc sente na garganta.

bem vinda ao grupo no face, poste sempre !

beijo

Anônimo disse...

Faby, muito satisfeito com sua inspiração, demoraste a escrever, reclamou que faltava assunto, mais saístes muito bem neste texto, que comento com todo prazer. Se tamanho fosse tão importante creio que a mulherada tava mau, pois segundo pesquisa a média peniana brasileira é de 16cm aproximadamente. Quanto aos filhos de Francisco marketing barato!!!

Emíliana disse...

OLha só...A D O R E I!!!

O desabafo final foi fantástico!!!

Quanto ao tamanho...isso é bem discutível e negociável...rsrs

Adorei mais ainda tua participação no blog.Vira outras se vc topar.
Bom fds,querida,bjka

Jacques disse...

Fabiana, minha cara, eu demorei para comentar porque acho que não dou a mínima para um assunto tão pequeno.
Não, não. Não ficou bom.
Recomeçando: é nos menores frascos que estão os melhores perfumes e...
Também não tem a grandeza necessária.
Pois é, não sei o que comentar, minha cara, mas acredite, isso nunca me aconteceu antes!
Sobre estes sertanejos cretinos, com esta armação eles nos fizeram dar valor a integridade, caráter, honestidade e, principalmente, ROCK AND ROLL, BABY!
Abraço, Fabiana.

Angelus disse...

Estou vindo lá do 4 por 4 da Emíliana para conhecer seu espaço.
E só posse concordar com tudo o que você disse! Tamanho não é documento. Bem... se o tamanho estiver se referindo ao marketing, aí sim pode ter certa relevância. Quanto maior o escândalo e mais novelesco o desfecho, maiores serão os lucros.
Enquanto isso, os problemas reais são esquecidos...

Abraço e bom feriado!

Jacques disse...

Fabiana, como vai?
Sobre teu comentário no meu post sobre Star Wars, acho que, além de eu falar sobre o ódio do Darth Vader a tudo e da pouca inteligência do Luke, uma questão que surge é a dos pais quererem que os filhos sigam o caminho deles, quando estes devem seguir o seu próprio.
Abraço, Fabiana.

Joicy Sorcière disse...

Aiaiai... eu ri demais do seu post sobre o documento! Como disse o amigo Jaime (rilitros do "Zé do boteco"), há outros artifícios muiiiiiiiiiito satisfatórios, além de usar apenas o pênis. Aliás, nem adianta ter um super bráulio se não souber como usá-lo da maneira correta, né não!?! Pq muitos homens dão tanto valor ao seu bigolim (posso chamar assim?) que muitas vezes acham que mulher só quer algo pra encaixar em determinado buraco! aiaiai... ainda bem que muitos homens evoluiram em relação a isso. Mulher é toque e... lambidas?(ah, esqueci que esse tbem entra no quesito tato.. kkkk) .... ah, é isso aí!
Qto à dupla em questão, meus conterrâneos(fico até com vergonha de dizer isso), desde o início nós sabíamos que isso era um 'mercham' dos "brabo"... chegou a ser uma pouca vergonha! Não curto música sertaneja, de jeito nenhum! meu som é outro. Mas, independente disso, eu respeito. No máximo, ouvi muito uma moda de viola, na infância, por conta do PAIdrasto que sempre foi fanzão(se brincar, sei cantar todas!)... mas, nem é justo comparar a música caipira com esses breganejos que se ouve hj em dia! Sem querer ofender quem curte, claro! O fato é que essa dupla de dois pregou uma peça e muita gente caiu "igualim quinem" um patinho! Digo, seus fãs, claro! Isso só mostra como a massa pode ser induzida e tapeada facilmente... vamos ver no que dá! bjks

J. BRUNO disse...

Ah, pois é, quanto ao tamanho, eu to contente com o meu! Apesar de que ele não deve ser dos que machucam! De boa nunca me preocupei com isso!
.
Relacionando os dois assuntos, desde criança eu vejo falar que voz irritante é sinal de biruleco (posso chamar assim) pequeno... isso pode explicar muita coisa no universo sertanejo!
.
Antes de ir, preciso eu também contar um segredo: nós homens não prestamos atenção em celulite...
.
Estou lhe seguindo!
.
http://sublimeirrealidade.blogspot.com/2011/11/arvore-da-vida.html

Diário de uma mulher despeitada disse...

Sra. Desbocada, adorei o post sobre tamanhos. Se a média brasileira é de 16 cm, então está bom demais da conta. Para que mais? O negócio não é só ter um bom instrumento, mas saber usá-lo. Aí é que a porca torce o rabo... Parabéns pelo blog. Ida Lenir http://diariodeumamulherdespeitada.wordpress.com/2011/11/26/eu-sou-chata/