segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Um conto curto.


O inesperado aconteceu...
A relação não ia bem. O casal havia esfriado a tempos... Eram pai e mãe o tempo todo e a relação homem e mulher já não existia mais.
Suzy chega do trabalho cansada e se depara com seu marido em frente ao computador fechando as janelas dos programas rapidamente. Desconfiou de tanta rapidez mas não disse nada apenas perguntou pelo filho, que respondeu o marido, já dormia.
Tomou um banho, e cansada da jornada de trabalho foi dormir sem ao menos encostar na janta, muito menos no marido que assistia televisão com cara de paisagem...
No dia seguinte pela manhã o marido já havia saido de casa para o trabalho sem ao menos lhe dar um beijo de bom dia. Suzy muito desconfiada ligou o computador e resolver fusar o que o marido tanto fazia naquela máquina. Surge a resposta, ele batia papos picantes pelo msn... Leu tudo e ficou com muita raiva de tudo, sua perna tremia, mas ao mesmo tempo o inesperado aconteceu...

Tirou o dia para ir ao salão cuidar do cabelo, depilação, manicure, pedicure, comprou roupa nova e lingerie.
Chegou em casa renovada, com o astral lá em cima! Brincou com o filho e o marido, dava-lhe beijos e carinhos. Quando o pequeno dormiu, Suzy "atacou" o marido e fizeram amor como nunca fizeram antes.
O marido de Suzy estranhou a mudança mas ao mesmo tempo gostou. Então Suzy começou a falar...
- Sabe querido, hoje eu fiz uma coisa feia...
-O que?
Disse o marido sem dar muita atenção.
-Mexi no computador e descobri todas as suas conversas no msn.
O clima gelou e nada por alguns segundos foi dito. O marido sem reação suava frio, mas não sabia o que iria dizer, qual desculpa daria, foi então que uma frase lhe surpreendeu
-Eu fiquei toda molhadinha...

8 comentários:

Rodrigo Cavaleiro disse...

Quebrando a rotina ... =)

Silvia Wayne disse...

rsrsrsrsrsrs....
Pois é,mas casal é mesmo um lance complicado.Ainda mais para nós mulheres multifuncionais.Nós queremos ser mães perfeitas,mulheres perfeitas,trabalhadoras perfeitas,amigas perfeitas,e depois...se sobrar tempo,sermos perfeitas para nós mesmas.
Não acredito que não dê para fazer tudo isso,mas talvez numa média boa ou regular e uma ou outra perfeita.Quando nos tocarmos que não somos a Mulher-Maravilha (q nem era tão maravilha assim,pois nom tinha filhos,chefe,sogros,marido e blablabla)e que temos que nos cuidar tbm.Vamos progredir.
A revolução do sexo feminino,exclui o sexo masculino,nós q devemos sustentar a casa agora,mas tbm devemos cuidar dela,nós temos os filhos e tbm cuidamos deles sózinhas...Pera ai!!!Tudo pode e deve ser dividido,ambos sustentando a csa,cuidando dos filhos,cuidando do casal,e cuidando da casa...Pq nom?

Mudando de assunto.OBG pela visita!

Artur Ricardo - Historiador disse...

SHOW DE CONTO!PARABÉNS, QUE BELÍSSIMA HISTÓRIA DE REFLEXÃO PARA NÓS QUE VIVEMOS NUM MUNDO TÃO AGITADO QUE NÃO PERCEBEMOS MUITAS VEZES AS PESSOAS QUE NÓS AMAMOS. SENSACIONAL DE VERDADE.

Simone P. Cardoso disse...

O seu conto é ótimo. Surpreendente. E reflexivo também. Concordo com o Artur.

Bjokas

Linny ... disse...

ooooh,quase um conto erótico
haushaushausa
é que escrevo alguns sabe,as pesssoas dizem que gostam,qualquer dia publico um
muito legal esse post!

Fabiana Folly disse...

Na verdade escrevo contos sem parar, e eles são enormes... O povo ia com certeza ter preguiça de ler, esse originalmente era maior. Copilei para ficar agradável...
A minha intenção é causar reflexão sobre a vida corrida que levamos, claro com um leve toque sedutor...
Abraços!!!
Fabiana Folly - A desbocada

Vini e Carol disse...

Gostei da história.
Apesar de não ter entendido bem o começo, o final é fantástico.

Entre nós... disse...

Arrasou menina!!! Escreve muito bem...
Como seria papear com uma pessoa que gosta de escrever?! Poderíamos fazer tricô (bater papo).