domingo, 21 de março de 2010

Royalties, gelatina Royal e a subretranca.



-Vocês sabem o motivo da passeata?
-Sei lá! Chegaram na "comunidadi" deram camiseta, mandaram encher os ônibus, agitar as "bandeira" que no final tinha pão com "mortandela" e refresco de caju! Ai nois veio com "bumbu e chucaio" pra fazer uma festa!


Sabe onde escutei isso? Na passeata dos  Royalties...
É... Muita gente não sabia direito o motivo de estar ali, só sabia que sem "ROYALITES" não tem Olympiadas nem Copa do mundo. COMO ASSIM GENTE? Não ia ter Olympiadas e Copa do mundo antes de se descobrir o pré-sal? Por que agora não vai ter mais?
Cartazes suspeitos apareciam denunciando a " COVARDIA" contra o Rio de Janeiro, um clima que ficou piegas demais. E os trios elétricos? Eu nunca vi  "bicho" daquele tamanho! Eu achava que sabia o que era um trio elétrico, mas estava enganada! Naquele dia me senti na Bahia e seus famosos trios elétrico, que como já disse Jaime Guimarães no seu blog (http://grooeland.blogspot.com/) jogam seu xixi e cocô no meio da avenida... Era mais ou menos assim, só que no sentido figurado, já que por trás da manifestação havia a "doce" mão do nosso governador Sergio "Gordinho" Cabral  e nosso prefeito Eduardo "MAURICINHO" Paz....

Claro que você não é obrigado a saber o que é Royalties . Eu também a pouco tempo atrás não sabia. Mas por favor não tem nada a ver com aquela famosa gelatina ROYAL e seu garoto propaganda o Bocão... Definição do Wikipédia:
Royalties é o termo utilizado para designar a importância paga ao detentor ou proprietário ou um território, recurso natural,produtomarcapatente de produto, processo de produção, ou obra original, pelos direitos de exploração, uso, distribuição ou comercialização do referido produto ou tecnologia. Os detentores ou proprietários recebem porcentagens geralmente pré-fixadas das vendas finais ou dos lucros obtidos por aquele que extrai o recurso natural, ou fabrica e comercializa um produto ou tecnologia, assim como o concurso de suas marcas ou dos lucros obtidos com essas operações . O proprietário em questão pode ser uma pessoa física, uma empresa ou o próprio Estado.
Com minhas palavras talvez fique melhor: Dinheiro no bolso do Estado desviado para os políticos, palanque para as próximas eleições e o que seria justo tornando-se uma grande palhaçada!


O que você tem haver com isso? Tudo! Muito dinheiro vai rolar e se a medida Ibsen for aprovada preste atenção se esse dinheiro está indo para a educação, saúde e segurança do seu Estado. Ou se o Governador, prefeito e corja similar estão ficando cada vez mais ricos.  Não, você não vai ficar rico com os Royalties!  Mas as condições de vida tem que melhorar depois disso sim!


Subretranca (homenagem a Mattheus!): 
Opinião da blogueira:
Acho a medida Ibsen descabida. Sabe-se que o impacto ambiental e social é muito grande. Não quero usar de bairrismo, mas se o dinheiro dos Royalties fosse bem aplicado, muita coisa poderia melhorar. Esse dinheiro não é do Rio de janeiro e sim da União, ou seja, todo o Brasil "pode" (teoricamente) sentir os efeitos dessa injeção de dinheiro. Ao invés dessa medida Ibsen outro acordo poderia ser feito. Mas alguns milhões doem demais no bolso dos sedentos governadores, prefeitos e corja similar...

8 comentários:

Luxus disse...

Mas por favor não tem nada a ver com aquela famosa gelatina ROYAL e seu garoto propaganda o Bocão... kkkkkkkkkkkkkkkk

Só espero que de alguma forma esse dinheiro volte para os cariocas...

Norberto disse...

Isso tudo é uma grande presepada, mas todo mundo espera que no final dê tudo certo. Que dêem a César o que é de César!

Jaime Guimarães disse...

Gelatina Royal foi ótima, Fabi! uhauhauhauha! Como o brasileiro é "espirituoso" demais, deve fazer a mesma relação..rs.

Olha, sobre essa questão dos Royalties, recomendo que leia também o blog do meu amigo Renan Barreto ( http://renanbarretoonline.blogspot.com) que faz uma argumentação excelente sobre o assunto. O comentário que farei aqui - e eu gostei como você abordou a questão toda - será um tanto parecido ao comentário que eu fiz no blog citado.

Eu acho que a população perde uma grande oportunidade com essa história toda de royalties. Sêneca, filósofo latino, disse que há uma diferença muito grande entre afrouxar e desligar. O povo afrouxa muito facilmente quando há uma "paixão" envolvida, como no caso da Copa do Mundo e desliga totalmente das questões mais sérias.

Eu tomo como exemplo algumas cidades do recôncavo baiano. Cidades pequenas, como São Franciso do Conde, que arrecada milhões apenas com os royalties do petróleo. É um município rico em arrecadação por conta do petróleo, mas a população é pobre. Os índices sociais são baixíssimos, o sistema de saúde municipal é precário e a educação paga muito mal seus professores em escolas deficientes quanto à infra-estrutura.

No entanto, basta que no São João o prefeito leve Zezé di Camargo ou algum outro artista famoso para que o povo aprove sua administração. Eu mesmo conheço uma cidade cujo prefeito foi reeleito graças às festas em datas especiais como São João, Carnaval, aniversário da cidade e outras datas menos cotadas. Vi gente dizendo "esse prefeito é muito bom, o povo tá feliz". Feliz precisando se deslocar 400 km até Salvador para ser atendido em um hospital superlotado porque na cidade não tem médico; feliz com um ensino irregular e deficitário na cidade.

E foi aí é que o governador e o prefeito do RJ conseguiram "mobilizar" a população. Colocou em risco a Copa do Mundo e as Olímpiadas? Epa, não pode, vamos reclamar. Mas reclamar por isso? A população deveria se perguntar: afinal, qual é o REAL impacto que esse corte de dinheiro dos royalties irá causar efetivamente no meu dia a dia? Se é tanto dinheiro, por que a escola do meu filho é tão ruim e os professores fazem greve o tempo todo? Se é tanto dinheiro, por que a prefeitura sempre alega dificuldades financeiras para resolver o problema de esgoto na minha rua? E se teve (tem) tanto dinheiro, por que a minha vida efetivamente não melhora?

Eu creio que os questionamentos deveriam ser nessa linha. Claro que dinheiro sempre faz falta e se é de direito, que se pague. Contudo há de se pensar um pouco mais sobre o destino desses recursos e os governantes prestarem contas sobre como essa grana toda é utilizada.

Como diversos impostos que pagamos, em suma.

(ainda não tenho posição tomada - se "contra" ou "a favor" que os royalties fiquem no RJ, mas condeno o modo como a emenda foi promulgada, sem transparência e sem debate público.)

Bj!

PS: e obrigado pela menção ao meu tosco blog...rs Você é muito corajosa! uhauhauha!

Rodrigo Cavaleiro disse...

Tanto faz, prefiro que seja da União, não nos afetará diretamente já que eu nunca ouvi falar onde foi empregado tal verba... ou alguém já ouviu falar de recuperação ambiental aqui no RJ?

Desculpe-me, sou leigo! E até o final, alguém duvida que olimpiada e copa do mundo será diferente do PAN? Uma total bagunça !?
Lembrando que voltarei a ser motorista de ônibus nessa época, maravilha poder arrancar retrovisores e amassar traseiras de carros que pretendem utilizar as faixas seletivas.

mulherices disse...

Não concordo com a medida tomada numa "canetada", de uma hora pra outra, acho que deveria ser feito de uma forma gradual.

Mas é óbvio que os governantes do Rio estão fazendo chantagem emocional e manipulando o povão que nem sabe do que se trata!

Renan Barreto disse...

Oi, Fabiana! Que bom que gostou do Blog. rs Li seu texto e como boa carioca você percebeu mais a fundo como funciona a coisa. Só vou fazer um adendo, não briga comigo não. rs É que o COI só aprovou as Olimpíadas no RJ devido ao dinheiro proveniente do PRé-sal. Então, sem petróleo a gente não teria realmente como pagar porque a União não arcaria com os gastos como promete arcar com o pré-sal.

Acho que a passeata foi boa sim, lógico que teve politicagem junto, não podemos ser também muito ingênuos. Como jornalista nunca poderia ser. rs É ano de eleição, muita gente quer aparecer. Sérgio Cabral está usando todas as suas manhas nas artes cênicas para para se reeleger.

Bem, quem não chora não mama. rs

bjos e tbm gostei do seu blog.

Simone P. Cardoso disse...

Ameiii seu texto.
Adorei os comentários. Vamos que vamos e Brasil mostra sua cara,....

Mattheus Rocha disse...

Adorei a homenagem. rsrsrs

Vejo essa discussão sobre os royalties apenas como uma jogada política pra se fazer palanque eleitoral.

Beijos !!!