quarta-feira, 31 de março de 2010

O homem do futuro


Não recomendado para pessoas que se acham normais... 

 

Desembarcou mais uma vez da máquina do tempo. Sua missão era não mudar a história,  mas torna-la mais branda, já que o futuro sofria por demasiado os reflexos da sociedade do passado (ou presente). A sociedade daquele presente era seu passado, e aquele passado não estava preparado para saber toda a verdade da linha do tempo...
Como resgatar uma sociedade completamente perdida a margem da corrupção, miséria,  egoísmo, falta de ética e moral? Também achava impossível, mas deveria aos poucos plantar a sementinha da verdade no coração de cada um.
Ouvia as mais loucas teses sobre a máquina do tempo. Nave espacial era a mais ouvida. Vida em outros planetas, em seu tempo isso é normal, mas as pessoas daquela época não estão preparadas para a verdade e então ele ria as vezes sozinho das histórias contadas...
Com o passar dos milênios o corpo humano sofreu mudanças, fruto da evolução natural de toda espécie, mas as pessoas daquela época também não podiam saber disso, já que a humanidade milênios à frente não tem pêlos e cabelos, a linguagem é universal através da telepatia. Não se fala como falamos hoje. TUDO MUDOU DEPOIS DA 3ª GUERRA...
Mas isso não importa! Não podia mudar as coisas presentes(ou passadas) apenas usar de toda sua  sabedoria para mudar aos poucos todo aquele lixo humano, é olha que não se tratava apenas de lixo produzido por nós, mas o lixo no sentido pejorativo acabou com a humanidade como a vemos hoje.  Milhões morreram, e apenas havia um lado positivo nisso tudo: em seu tempo seja qual for ele (passado,presente ou futuro) não havia mais fronteiras, barreiras, diferenças sociais. Até para os que viviam em Marte, viviam bem e sempre unidos com os terráqueos.
Então nosso homem do futuro respirou profundamente e ligou seu holograma de disfarce:






        

       Ele não morreu, apenas voltou para o futuro...

      

8 comentários:

Jaime Guimarães disse...

Fabi, acho que depois dessa você não vai mais falar comigo...rs...mas eu simplesmente ignoro (e sempre ignorei rs) esse holograma de disfarce aí.

Mas prefiro abordar outro aspecto do seu texto...rs. Bem, se um homem do futuro aparecesse por aqui em 2010 ele provavelmente voltaria para as escolas e academias do futuro e diria: "Estive vivenciando justamente o período de transição que a humanidade passou no ínicio do século XXI e que redefiniu valores e comportamentos". Porque é justamente isso pelo o que estamos passando, um período de "transição" - embora a história da humanidade seja gloriosa do ponto de vista evolutivo, há um lado não muito louvável. Até hoje. E pelo visto sempre será assim enquanto o bicho homem não entender a linguagem universal que o nosso amigo holograma aí utilizou e tantos outros utilizaram: o amor.

E é isso...rs. Espero que não me xingue muito por esse comentário.rs

Bjs!

Guilherme Augusto disse...

Obrigado pela sua visita.
Linda a homenagem.
Renato não morreu mesmo, está conversando num bar de esquina com Elvis, James Brown e Gandhi...

Simone P. Cardoso disse...

Primeiramente - Adorei o novo look do blog.
Semre me pego fazendo as mesmas indagações, e literalmente viajo!

Sinto falta do Renato Russo, semana passada ou essa, não me lembro ele faria 50 anos...

Beijocas

Mattheus Rocha disse...

Seu texto me fez lembrar daquela nossa conversa doida no msn rsrsrsr

Vou ali dar uma volta pelo tempo e espaço.

Beijos ;)

Samarav disse...

oonw que lindo.
só pode mesmo. ele que era tão para frente da sua geração, tão bom, e tão 'revoltado' com essa corrupção, só pode ter vindo do futuro.
gostei de homenagem ;)

beijo

Djee disse...

Oii, essa é minha primeira visita...
amo muito o Renato e adorei seu ppost, mesmo mesmo...
sinceramente, ele não pode ter morrido, toca tantos corações todos os dias...

Jeh Pagliai disse...

Olá, adorei o texto...
Mesmo sinceramente, não gostando muito de Legião, mas simplesmente amando as músicas do Renato em italiano.

O melhor, de certeza foi a ultima frase: "Ele não morreu, apenas voltou para o futuro..." LINDOOO!

Beijinhos e parabéns...

---
www.jehjeh.com

Mauricio Trindade disse...

Qauanta imaginação heim. Eu adoro histórias desse tipo que nos fazem refletir sobre nossa condição, nada melhor do que olhar para algo imaginável e observar o absurdo da nossa normalidade.