domingo, 27 de dezembro de 2009

O mistério dos quadros: Crianças que choram


Esses dias meu marido estava lembrando dos famosos quadros da década de 80 em que crianças choram, uma série de histórias assombrosas rondam essa série de desenhos. Começamos a pesquisar pela net a história, que virou uma lenda urbana ...

Devido a seu baixo valor muitas famílias compravam. Mais de um milhão de quadros foram vendidos não só na Europa como outros continentes, inclusive aqui no Brasil. Você já deve ter visto ou ouvido alguma coisa ou alguém da sua família sobre tais quadros.

Um bombeiro ao relatar que em incêndios ocorridos na Inglaterra, nos anos 70, estranhamente os quadros não se queimavam. Um tablóide da época o THE SUN espalhou a história e transformou num golpe publicitário. O jornal dizia que eram quadros satânicos fruto de pacto demoníaco do pintor G. Bragolim (acho que é um pseudônimo). As pessoas escreviam para o jornal relatando tragédias que ocorreram depois da aquisição de tais quadros, grupos queimavam-no em fogueiras , uma histeria coletiva tomou conta das pessoas na Europa.
Dizem os boatos que o pintor deu uma entrevista para o programa Fantástico nos anos 80. Como nunca conseguiu vender um quadro em sua vida, ficou na miséria e fez um pacto. Arrependido, pediu para as pessoas desfazerem-se dos quadros, que trazem influências negativas para o lar das famílias. (parece que essa informação nunca foi confirmada pela Rede Globo e pelo programa Fantástico)

Sinceramente, acho esses quadros de um tremendo mal gosto! Apesar de Serem crianças lindas, não compraria um quadro em que uma criança chora, seja lá por qual motivo!

Em algumas imagens retratadas as crianças estão com as pupilas dilatadas e com aspecto de mortas. A primeira imagem, lá em cima, girando 90 º à direita, mostra um peixe, um monstro, sei lá o que engolindo o menino.

Alguns quadros da série crianças que choram (para mim os mais sinistros!)


Perceba uma mão no pescoço da criança.



Olhe bem: A mão está desproporcional (parece de outra pessoa), não há braço direito, o cachecol vira uma poça de sangue.



Esse menininho está visivelmente morto, os olhos estão com as pupilas dilatadas e perdidos.




Que olhar é esse? Dá arrepios! Perceba o olho direito do menino, como se não houvesse globo ocular.



Percebe que a menina está submersa? Ou parece enforcada.



Tadinho! Vejo o sofrimento dele! O rosto parece machucado ...

'Não consegui achar mais nada sobre o pintor G. Bragolim, sua vida é um mistério!
Caso se interesse mais, procure no Google, há várias páginas sobre o assunto.

Um vídeo para descontrair do assunto pesado.

9 comentários:

Adilson Jorge disse...

Já conhecia esse assunto, mas não me lembro de que lugar.

Acaba que acredito ser um jogada de marketing de um artista falido e que quer se manter na mídia.

O gosto é duvidoso. Eu tbm não queria ter um quadro de uma criança chorando na sala. Mas gosto é gosto ...

Interessante.

Abraços
www.ceucaindo.blogspot.com

Cláudio Luiz Almeida disse...

Gostei muito do tema, fiquei curioso para procurar mais sobre os quadros. Acontece que agora está noite e eu estou com medo. Bye, acho que esse blog também tá amaldiçoado. Tá trovejando aqui! AAAAAHHHHHHHHHH!!!!!!!!!

Luiz França disse...

se é véro ou não não seimas que parece um choro real não se pode negar.Interessante.

hurra! humor sem rumor

http://humorhurra.blogspot.com/

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Já tinha visto esses quadros em uma aula... a maioria dos pintores adoram deixar mensagens subliminares em suas obras... mesmo que bizarras ... ou então nós é que enxergamos coisas onde na verdade não era intenção deles de fazer nada...rsrs


Visita ae qq hora;
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

Bejo

Julieta Garcia disse...

Haha! Bacana o tema. Obrigada pelo comentário, volte sempre que estive à fim. Beijos

Mattheus Rocha disse...

Que coisa medonha !!!! Parecem quadros de filme de suspense psicológico.

Anônimo disse...

nossa é de dar arrepios essa historia!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Muito irado ! AÍ VOU COMEÇAR A A PINTAR TBm

Lord Leonardo Siegfried Cezìno de York Sax Coburg e Goth disse...

Kkkkkkk adoro trovões.